E-commerce de Moda

Como montar uma loja de roupas virtual

Por Pablo Ribeiro

Divulgue esse Artigo

Segmento de moda está sempre aquecido. Saiba como conquistar destaque nele

Vender roupas é uma excelente opção para quem está pensando em montar um e-commerce. Esse segmento só perde em quantidade de vendas para cosméticos e perfumaria. De acordo com um relatório do E-bit do ano passado, 14,5 do volume de pedidos foi referente a roupas e acessórios. Embora o ticket médio desse mercado não seja tão alto quanto o de eletrônicos, por exemplo, o empreendedor pode esperar vendas mais frequentes.

E-commerce de moda.

Vender itens de moda no e-commerce tem desafios únicos, diferentes de outros segmentos. Roupas precisam encantar o cliente. Quem compra uma roupa nova, de certa forma, está em busca de uma mudança de vida. Seja uma peça que vai tornar o dia a dia mais prático ou que vai fazer parte das lembranças de um dia especial, a roupa carrega consigo a missão de expressar personalidades. Entender essa característica é fundamental para atender bem.

Veja a seguir alguns detalhes que envolvem a criação e a gestão de um e-commerce de moda.

Loja de roupas online: 5 dicas para fazer sucesso

Vender roupas na internet não é uma tarefa difícil, mas exige alguma dedicação. Itens de vestuário e acessórios geralmente são peças que podem ser compradas por impulso, já que não são um investimento alto. 

O truque para entrar nesse mercado com o pé direito e conhecer muito bem o público que você deseja atingir. Uma vez que você saiba quem é o seu cliente em potencial, quais são seus gostos, como é sua rotina e outros detalhes, você estará pronto para tomar decisões que trarão esse público para perto. 

Selecionamos 5 dicas que são especialmente importantes quando se trata de lojas de moda virtuais. Dá uma olhada:

Encontre seu nicho

O segmento de moda pode ser trabalhado de várias formas. Nossa dica é que você encontre um nicho e foque em produtos específicos pra ele. Roupa infantil, masculina, feminina, casual, para festa, moda praia… são diversas opções que podem se desdobrar em nichos ainda mais específicos. Essa é uma maneira de lançar uma proposta única (ou chegar perto disso) em um mercado que já possui tantos concorrentes.

Revenda ou confecção própria?

Ainda na etapa de planejamento, você precisará definir qual a origem das suas peças. Uma opção adotada por muitos comerciantes do varejo de moda é encontrar fornecedores e revender as peças, muitas vezes adicionando a etiqueta da marca. Uma alternativa para a revenda é a montagem de uma confecção própria, que envolve um processo mais longo e depende de mais funcionários mas, em compensação, permite que você lance produtos exclusivos.

Layout pensado para expor as peças

Um e-commerce de moda deve ter um foco muito claro: mostrar as peças com o máximo de detalhes possível. Por isso, escolha uma plataforma e um layout que permitam a inserção de fotos e vídeos da peça, e contrate profissionais para criar esse conteúdo. Capriche também nas descrições em texto, incluindo tabela de medidas, informações sobre o tecido, etc.

Experiência do usuário precisa ser prioridade

Um e-commerce de moda precisa ser prático e intuitivo. As categorias de peças devem ser bem estruturadas, precisa haver um campo de busca e o carrinho deve ficar sempre aparente. Funcionalidades como checkout inteligente também são uma boa pedida. Não se esqueça que muitas compras de roupa são feitas por impulso, principalmente quando há promoções. Sua meta deve ser facilitar ao máximo esse processo. Forneça, também, informações claras sobre trocas e devoluções, que são comuns na venda desse tipo de produto.

Redes sociais são as melhores aliadas

Lojas de roupa devem usar e abusar das redes sociais, principalmente as que são voltadas para o compartilhamento de imagens, como Instagram e Pinterest. Um perfil bonito, atualizado com frequência e já configurado para venda direto do aplicativo vai fazer toda a diferença nas vendas. Invista também em parcerias com influenciadores digitais que tenham a ver com o nicho que você escolheu.

A moda é só mais uma opção de segmento que você pode escolher ao decidir investir em um e-commerce. Opções não faltam para quem deseja empreender online. Caso essa seja a sua praia, coloque nossas dicas em prática hoje mesmo!


Divulgue esse Artigo


0 comentário (s):


O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cancelar

Artigos relacionados