e-mail marketing

E-mail marketing: como fazer

Por Pablo Ribeiro

Divulgue esse Artigo

Confira dicas para aproveitar ao máximo o e-mail marketing, um dos canais mais efetivos para se comunicar com seus clientes

Depois que o acesso às redes sociais virou um hábito para a maioria das pessoas, as marcas passaram a ver nelas uma ferramenta para se aproximar do seu público. Construir uma presença forte nas redes, além de investir em anúncios e posts patrocinados, virou uma prioridade para muitos gestores de e-commerce. Essas estratégias de marketing são importantes e, quando bem feitas, garantem um bom retorno. Mas existe um outro canal de comunicação que é tão ou mais efetivo quando as redes: o e-mail.

O e-mail tem características que nenhum outro ponto de contato tem. Através dele, é possível se comunicar da forma menos invasiva possível, usando ao mesmo tempo um tom próximo e elementos que chamam a atenção, como imagens e chamadas para ação. Por isso, o e-mail se tornou a ferramenta perfeita para ações de marketing. Se você ainda não utiliza esse canal para converter, está perdendo uma grande oportunidade. Nesse artigo, vamos explicar como explorar o e-mail marketing de forma simples e assertiva.

E-mail marketing: 5 dicas para começar essa estratégia 

Como começamos a explicar na introdução deste artigo, uma campanha de e-mail marketing não é simplesmente enviar um e-mail aleatório. Acima de tudo, é preciso ter um objetivo claro em mente para o disparo do e-mail, que no caso específico do e-commerce é a venda. A seguir, vamos explicar o passo a passo para começar a criar um relacionamento com seus clientes via e-mail. Vamos lá?

Captando leads: para quem você vai enviar e-mail marketing?

O primeiro passo para uma campanha de e-mail marketing efetiva é captar leads qualificados. A atitude mais simples é reunir os e-mails das pessoas que já são suas clientes. Geralmente o e-mail é um dos principais dados do cadastro de clientes de uma loja online, já que é por meio dele que novidades sobre a compra são informadas.

No caso dos visitantes que ainda não se tornaram clientes, um método muito popular é oferecer um desconto na primeira compra em troca do preenchimento de um formulário com o endereço de e-mail e mais alguns dados essenciais. 

Uma estratégia que desaconselhamos é a compra de leads. Posteriormente nesse artigo você vai entender que não importa a quantidade de pessoas que recebem sua mensagem, mas sim quantas interagem com ela.

Escolhendo uma ferramenta para disparar e-mail marketing

Uma campanha de e-mail marketing profissional não é feita “à mão”. Mais do que clicar no botão “enviar”, é preciso coletar alguns dados depois do envio. Essas informações serão úteis para perceber se a campanha foi bem sucedida ou não. Ou seja, de que adianta fazer o disparo sem poder rastrear o resultado que ele trouxe? O MailChimp é uma ferramenta muito interessante, inclusive no plano gratuito. Mas, em todo caso, vale a pena pesquisar por uma solução adequada à sua necessidade.

Planejando a campanha de e-mail marketing

Para aumentar as chances de abertura de e-mail e de interação com a sua mensagem, é preciso planejar a campanha, registrando cada detalhe. Em primeiro lugar está o entendimento do público que você deseja impactar. O Google Analytics vai te dar insights sobre localização, gênero e faixa etária muito úteis.

Além disso, periodicidade importa bastante na estratégia de e-mail marketing. É preciso definir uma frequência que não canse o remetente, nem deixe que ele se esqueça da sua marca.

Criando a mensagem

Uma das vantagens do e-mail é a possibilidade de criar mensagens utilizando recursos diversos. Vídeos, gifs, imagens e textos, por exemplo. Crie um conteúdo atraente e informativo, que comunique mais do que a intenção de vender. Não se esqueça de incluir chamadas para ação (call to action), para que o leitor compreenda perfeitamente o que se espera dele.

Mensurando resultados

Depois de uma campanha disparada, chega a hora de analisar os seus resultados. As ferramentas de disparo geralmente fornecem relatórios bastante completos. Acima de tudo, o que você precisa fazer é interpretar os dados. Fique atento à quantidade de e-mails enviados e de e-mails abertos. Verifique, também, o volume de cliques e de conversões.

Aproveite mais esse canal de comunicação com clientes para mantê-los informados e engajados com a sua marca. 

Divulgue esse Artigo


0 comentário (s):


O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cancelar

Artigos relacionados