KPIs para e-commerce: como usar

Por Pablo Ribeiro

Divulgue esse Artigo

Já repetimos algumas vezes aqui no blog que as lojas virtuais possuem uma vantagem que a deixa anos luz à frente das lojas físicas: a possibilidade de avaliar o comportamento dos clientes, mensurar o resultado de ações de marketing e medir o desempenho do e-commerce. Em um cenário extremamente competitivo como o comércio eletrônico, saber utilizar esses dados a favor da sua loja significa sair na frente da concorrência. É aí que entram as KPIs – Key Performance Indicator.  

Nesse artigo, além de explicar o que são KPIs, também vamos falar sobre como escolher analisar os indicadores de desempenho mais indicados para analisar a performance dos e-commerce. Vamos juntos?

O que é KPI

KPI significa Key Performance Indicator, que pode ser traduzido para Indicador Chave de Performance. As KPIs são um método utilizado para acompanhar e medir diversos aspectos dentro de um e-commerce, com o objetivo de verificar se as ações estão gerando o retorno esperado. Você pode escolher KPIs para medir praticamente tudo em seu e-commerce. Os resultados aparecem em forma de números ou percentuais, e a recomendação é que você faça a análise periodicamente, comparando os resultados.

KPI ou métrica?

Muitas pessoas costumam confundir métrica e KPI. Entender a diferença entre esses dois conceitos é muito importante para interpretar de forma correta os resultados das análises.

Toda KPI é uma métrica, mas nem toda métrica é uma KPI. As métricas mostram  a medição de algum fator, como por exemplo a quantidade de acessos que seu site teve. São números que existem, mas não são necessariamente relevantes para o seu negócio.

Já o KPI é um indicador criado a partir de uma métrica, mas estão sempre associados a uma Meta de Conversão. Ou seja, ajudam a entender se um determinado objetivo foi alcançado ou não.

Como escolher os indicadores chave de desempenho certos para o seu negócio

A análise de um e-commerce pode ser feita através de muitas KPIs. Entretanto, é necessário saber quais delas são capazes de trazer dados relevantes para o atingimento de um objetivo.

O primeiro passo, portanto, é definir esse objetivo. Aumentar o número de visitas no site, melhorar o atendimento aos clientes, aumentar o ticket médio de compras e aumentar o tempo de permanência em um site são apenas alguns exemplos que mostram como os objetivos podem variar e precisar de diferentes KPIs para serem analisados.

Exemplos de KPI: 4 métricas que podem se tornar indicadores chave

Tendo seu objetivo bem definido, é hora de escolher quais métricas serão capazes de trazer as informações necessárias. Veja a seguir alguns exemplos de métricas que podem se tornar KPIs, dependendo do tipo de dado que você deseja levantar:

Roi: Return on Investment ou Retorno sobre Investimento é uma métrica que mostra com precisão qual foi o retorno sobre o valor investido em uma determinada ação. Uma variação do ROI é o ROAS (Return on Adversiting Spend), que permite que esse cálculo seja feito de forma mais simples, sem a necessidade de dados financeiros complexos. Para achar o ROAS, basta dividir a receita gerada pela mídia pelo custo do investimento. Dessa forma, você saberá se a ação valeu a pena ou não, e pode escolher se deve repeti-la, ajustá-la ou tentar uma nova abordagem no futuro.

Taxa de conversão: Essa métrica serve para mensurar a proporção entre quantidade de visitantes e a quantidade de conversões. Ela ajuda a detectar possíveis problemas dentro do seu site, seja na experiência do usuário ou nas suas ofertas. Ensinamos como calcular a taxa de conversão nesse artigo.

Ticket médio: Quer saber quanto, em média, seus clientes gastam em seu e-commerce? Faça a análise do ticket médio, como já ensinamos aqui no blog. Se você desejar investir em ações para que os clientes que sua loja já possui passem a fazer compras mais altas, fique de olho nessa KPI.

Abandono de carrinho: Mensurar a quantidade de clientes que acessam seu site e escolhem produtos mas saem sem concluir a compra é fundamental para saber se você precisa adequar a sua loja ao que a concorrência vem oferecendo em termos de frete e condições de pagamento. Além disso, é um indicador da necessidade de uma campanha de remarketing, por exemplo. Chegamos à taxa de abandono de carrinho dividindo a quantidade de visitantes que não concluiu a compra pela quantidade de visitantes que iniciaram o processo de checkout e, depois, multiplicando esse resultado por 100.

KPI e-commerce: como monitorar

Para monitorar a KPI escolhida, você vai precisa de uma ferramenta como o Google Analytics, que gera relatórios completos para e-commerces. Com ela, você consegue entender melhor o comportamento dos usuários, acompanhar os resultados de campanhas e monitorar as métricas que você julgar importantes para o desenvolvimento do e-commerce.
Você também pode contar com uma agência digital, como a M3, para traçar as melhores estratégias de marketing digital e acompanhar a performance das KPIs. Entre em contato com a gente!

Divulgue esse Artigo


Pablo Ribeiro

Fundador da Agência M3, há mais de 5 anos vem ajudando empresas a terem mais resultados com seus e-commerces.

0 comentário (s):


O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cancelar

Artigos relacionados