como escolher nome para loja virtual

5 dicas para criar um bom nome de loja virtual

Por Pablo Ribeiro

Divulgue esse Artigo

Um passo que costuma gerar muita insegurança em novos empreendedores é a escolha do nome de uma loja virtual. E não é pra menos: um nome inadequado pode confundir o público e fazer com que seu negócio seja visto de forma pouco atraente. O nome de uma loja muitas vezes é a primeira impressão que os clientes têm dela. No caso do e-commerce, o nome se torna um elemento ainda mais importante, que vai fazer parte da URL do site.

É preciso ter muita criatividade para pensar em um nome único, original e marcante. Mas além disso, também é importante pensar de forma estratégica, já vislumbrando as possíveis expansões da marca no futuro e deixando o caminho aberto para elas. Mais do que colocar um nome, o processo de batismo de uma marca só é bem feito quando imaginamos uma personalidade para ela.

Nomes para loja virtual: como escolher

Se você fizer uma busca rápida no Google, vai encontrar algumas opções de ferramentas que criam nomes de forma automática. Se você já fez algumas tentativas de criar um nome e não foi bem sucedido, pode até se sentir tentado a “robotizar” esse processo. Mas pense mais um pouco.

A tendência no meio digital é olhar cada vez mais para os seres humanos que estão por trás de cada tela, e as lojas precisam construir um relacionamento com seu público para serem vistas como referência em um nicho. A conquista de um espaço no imaginário do consumidor começa com um nome bem pensado, se fixa através de uma identidade visual bacana, ganha vida por meio de posts em redes sociais e por aí vai. 

Tudo isso faz parte do que é conhecido como branding. Para criar uma marca forte, é preciso pensar em todos os elementos dela de forma conjunta. A seguir, trazemos 5 dicas que vão te ajudar a pensar não só em um nome, mas na real identidade da sua marca.

Concorrentes

Analisar a escolha dos concorrentes é um excelente ponto de partida. Para deixar esse exercício mais interessante, anote em um papel ou em post its os nomes de todas as lojas semelhantes à sua. Puxe na memória, faça pesquisas.

Com o levantamento pronto, separe os nomes em dois grupos. O primeiro grupo deve conter os nomes que você considera como referências positivas. No segundo, concentre os nomes que você não usaria em sua loja de jeito nenhum. Anote os motivos que te levaram a fazer essas escolhas e foque nessas diretrizes para pensar em um nome original de forma mais assertiva.

Tempestade de ideias

Você já ouviu a palavra Brainstorm? Ela é muito usada em agências digitais e seu significado é bem fácil de entender. Nessa atividade, não existe certo ou errado: qualquer ideia é válida e precisa ser registrada. Anote tudo o que vier à mente: referências, os nomes dos produtos que você vai vender, termos relacionados ao nicho que você vai atacar e, claro, ideias de nomes que forem surgindo. No fim da tempestade de ideias, selecione todos os insights válidos.

Menos é mais 

Se você quer ser lembrado pelo público, precisa ajudá-lo. Nomes curtos, fáceis de pronunciar e de soletrar são a melhor pedida para lojas virtuais. Lembre-se que esse nome fará parte da URL do site e também do perfil nas redes sociais. Quanto menor for o nome, menor também será a chance de erros de digitação que podem impedir que seu cliente te encontre.

Disponibilidade

Antes de bater o martelo sobre o nome, é preciso saber se ele está disponível para uso. Procure sites que realizam a venda de domínios, como o Registro.br, e faça uma consulta. Não esqueça de checar nas redes sociais se é possível criar perfis e páginas com o nome escolhido.

Criar uma loja virtual do zero exige criatividade e mão na massa. Pronto para escolher o nome do seu e-commerce?



Divulgue esse Artigo


0 comentário (s):


O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cancelar

Artigos relacionados